Monthly Archives: Novembro 2018

Ti

Era ateo até que te beixei e mirei o teu riso. Desde entom hábito a loucura de terte sem mirarte a distancia. Consumome por dentro até o limite do desespero se nom te beixo e observo. Estou cego e absorto. … Seguir lendo

Publicado en Uncategorized | Deixar un comentario

Esperote

Se queres habitar a luxúria, os momentos de debilidade. Reinventar a utopia. Conquistar o horizonte. Nós.

Publicado en Uncategorized | 1 comentario