Ti

Era ateo até que te beixei e mirei o teu riso. Desde entom hábito a loucura de terte sem mirarte a distancia. Consumome por dentro até o limite do desespero se nom te beixo e observo. Estou cego e absorto. Ti és o horizonte alcanzado, a felicidade feita carne, a tenrura, a extase feita poesia em pixama.

About osomdaalma

Carlos Garcia, da Galiza e de muitas coisas: Pessoa sendeirismo ler xadrez política desporte Galiza A lusofonia O Cinema
Esta entrada foi publicada en Uncategorized. Ligazón permanente.